“Gleisi Hoffmann é competitiva pela sua qualidade”, diz Vargas

Publicado em 13 de agosto de 2013

Imprensa André Vargas

Em entrevista à rádio CBN Curitiba na manhã dessa terça-feira (13), o primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR), voltou a afirmar que a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, é o nome do partido no estado para disputar o governo nas eleições do próximo ano.

De acordo com Vargas, a ministra é o principal nome a contrapor o governador, “ocorre que a Gleisi Hoffmann é competitiva pela sua qualidade e em contraponto ao governo do Beto Richa (PSDB), que não faz uma administração de realizações”. Dizendo ainda que o fato do PT estar hoje na oposição, compete ao partido um nome para a disputa do cargo.

“O lançamento (da candidatura), será quando a ministra se desincompatibilizar e fizer um ato, durante a convenção que será realizada somente em 2014”, disse Vargas. Para ele, há muita especulação em torno dos possíveis nomes para concorrer ao governo do Paraná, porém, no partido, existe uma união pelo nome da ministra, “não temos dúvida, em Brasília, na direção nacional do PT, nas conversas que tenho mantido com a própria ministra. Estamos nos preparando para disputar o governo do Estado com a candidatura da Gleisi”, avaliou. De acordo com o parlamentar, “não há nenhum indicativo de mudança de voto, pelo contrário”, ao afirmar que o PT está aberto ao diálogo com os demais partidos.

Vargas disse ainda que a ministra é o nome mais adequado para substituir o governador Beto Richa e lembrou que o PT é hoje o único partido de oposição no estado, “o PT foi o único partido que ficou em oposição ao Beto Richa e entendemos que ele faz uma administração temerária, já que não consegue cumprir os indicadores de pessoal, não consegue ter certidão para obter empréstimos”, referindo-se à incapacidade do governo do estado em atender a lei de responsabilidade fiscal.

“A lei de responsabilidade vale pra todos os partidos e o governo deve cumpri-la”, esclareceu, ao ser indagado sobre as declarações do governador de que existe má vontade política no governo federal, “nós em Brasília estamos disponíveis para ajudar o governo do estado, ocorre que ele tem que cumprir o que a lei de responsabilidade fiscal determina, ele não pode gastar mais com pessoal do que diz os indicadores, ele está gastando dois ou três por cento a mais. O governo do estado tem que fazer a sua parte e nós fazemos a nossa”.

Com relação às pesquisas pós-manifestações, Vargas disse que o PT não comemora pesquisas e que a presidenta Dilma Rousseff tem atendido às reivindicações legítimas da sociedade, “a presidenta nunca se escondeu para dar resposta à sociedade com relação às manifestações. Teve um desgaste inicial, mas a recuperação já está acontecendo porque as pessoas percebem que ela é uma governante corajosa, não há nenhuma medida da presidenta Dilma criticada, pelo contrário, ela está fazendo pelas suas qualidades, enfrenta banqueiros, corrupção”, esclareceu.

Senado

Com relação ao imbróglio da família Dias no estado, Vargas afirma que a chapa ideal seria Gleisi Hoffmann para o governo e Osmar Dias para o Senado, “o Osmar seria o melhor candidato à nossa chapa, caso não seja, temos alternativas, incluindo o meu nome para essa disputa”, finalizou.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.