Richa não envia dados sobre desastre e Paraná fica sem receber mais verbas

Publicado em 11 de junho de 2014

Com informações da Gazeta do Povo

A falta de um pedido formal do governo estadual com estimativas sobre os estragos causados pelas chuvas no Paraná prejudicam o maior repasse de verbas do governo federal ao Estado.

De acordo com Ministério da Integração Nacional, a ajuda do governo federal ao Paraná e a Santa Catarina – estados afetados pelas enchentes do último fim de semana – será ofertada em pé de igualdade.

Uma verba de R$ 3 milhões já foi liberada para o estado de Santa Catarina segundo o governo do estado vizinho. “Em Santa Catarina, nos falaram um número e nós dissemos que poderíamos ajudar com uma parte”, explica Adriano Pereira, secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil. Com o aporte estadual de R$ 2 milhões, Santa Catarina terá à disposição R$ 5 milhões para auxiliar as 20 mil pessoas atingidas pelas chuvas.

O governo estadual informou que depende das informações das prefeituras das cidades atingidas para avaliar todos os prejuízos, e ainda informa que o acesso a algumas cidades está prejudicado. No Paraná, 489 mil pessoas foram atingidas pelas enchentes. Só após a compilação dos dados um provável aporte de R$ 3 milhões seria liberado. Segundo o Ministério, isso deve ocorrer nos próximos dias.

Até a noite de ontem, o governo do Paraná não havia formalizou nenhum outro pedido de maior aporte financeiro à União. “O Ministério da Integração atendeu em 100% aos pedidos feitos pelo governo do Paraná para apoio às vítimas das chuvas recentes na região e, agora, aguarda novos pedidos de ajuda do estado para serem atendidos”, informou o Ministério em nota.

Um pedido foi acatado na segunda (R$ 140.386 para aquisição de 1,7 mil cestas básicas) e outro está em tramitação (mais R$ 206 mil para aquisição de mais 2.500 cestas de básicas)

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.