Sem Minha Casa, Minha Vida muitos trabalhadores estariam desempregados, diz mestre de obras

Publicado em 27 de novembro de 2014

Blog do Planalto

Mineiro, natural de Pompeu (MG), o mestre de obras Acrísio dos Reis Campos (63), se mudou para Brasília há quatro anos para trabalhar em canteiro de obras do Minha Casa, Minha Vida, no município de Valparaíso (GO), a cerca de 30km da capital. Ele é um dos trabalhadores da área de construção civil beneficiados pela geração de 1,2 milhão de novos postos em todo o País em cinco anos de programa, conforme estudo recente da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Seu Acrísio, como é chamado pelos colegas, conta que viu muita crise em sua trajetória na construção civil e que as expectativas dos trabalhadores do setor melhoraram com o Minha Casa, Minha Vida. “Eu acho que se não existisse esse programa eu teria hoje muitos colegas desempregados. A construção civil hoje gera muito emprego. Nesse período que eu tenho na área, de 35 anos, eu já vi muita crise. As coisas melhoraram muito nos últimos anos”, destaca.

Segundo o trabalhador, este é um dos melhores momentos do setor: “Hoje a gente vê todo mundo trabalhando satisfeito. Porque tem um emprego, né? Isso representa muito para quem precisa trabalhar. Antigamente, a gente começava uma obra e tinha um bocado de gente na porta pedindo uma vaga. Era muito difícil”, lembra.

Além disso, o mestre de obras afirma que a remuneração dos trabalhadores da construção civil passou por uma melhora importante nos últimos anos. De acordo com ele, a oferta elevada de empregos também tem impedido a exploração de mão de obra, uma prática que, segundo ele, era comum há alguns anos. Ele ressalta que postos de trabalho nas construções e a remuneração são maiores para operários capacitados pelo Pronatec em áreas de instalações elétricas, hidráulicas, além dos cursos de pedreiro ofertados.

Sonho da Casa Própria

O mestre de obras se considera um privilegiado por contribuir com a realização do “sonho da casa própria” de dezenas famílias: “O que a gente faz aqui é construir sonhos”, afirma.

Segundo o mestre de obras, que é casado e tem cinco filhos, é muito gratificante ver a felicidade das pessoas quando estão recebendo seu primeiro apartamento: “Quando a gente está concluindo a construção, eles começam a visitar a obra. A gente percebe a felicidade das famílias. É muito bom saber que eu estou fazendo a minha parte. (…) Para mim, o meu emprego representa não só a minha sobrevivência ou da minha família. Aqui eu ajudo a construir os sonhos dos outros”, conclui.

Acrísio está ajudando a construir um conjunto de apartamentos que terão em torno de 55m² destinado ao público do programa. Os imóveis terão dois quartos, sala, cozinha e banheiro. A previsão de entrega do empreendimento é de 18 meses.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.