Polícia Civil abandona Operação Verão por calote do governo Richa

Publicado em 23 de janeiro de 2015

Gazeta do Povo

A crise financeira no estado compromete a participação da Polícia Civil na Operação Verão da Secretaria de Segurança Pública (Sesp). Fontes ouvidas pela reportagem confirmam que a Divisão Estadual de Narcóticos (foto), o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), o Serviços de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) e o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) devem abandonar a operação.

Investigadores escalados para a nova etapa no Litoral, programada para começar amanhã, foram comunicados do cancelamento da viagem. O suposto motivo: falta de verbas para as diárias. A delegada titular do Sicride, Iara Laurek Dechiche, confirmou a suspensão dos trabalhos. “Recebemos a ordem para a gente não ir mais a partir de amanhã”.

As equipes do Nucria, que trabalham com o Sicride, também deixam a operação. O delegado Luiz Aberto Cartaxo, coordenador da Operação Verão, afirma que unidades especializadas podem ter redução no esforço concentrado. “A Operação Verão continua normalmente, mas estamos estudando como conter a descida de algumas unidades especializadas.”

Policiais civis que foram ou ainda estão no Litoral permanecem sem receber as diárias para alimentação e hospedagem. Policiais militares e bombeiros aguardam as diárias de R$ 180. Segundo apurou a Gazeta do Povo, só os valores devidos à PM e aos bombeiros passariam de R$ 145 mil. Alguns policiais estão sendo ameaçados de despejo dos locais onde se acomodaram, diante da falta de espaço nos batalhões e quartéis nas cidades litorâneas.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.