Agricultura libera R$ 3 bilhões para cadeia produtiva do café

Publicado em 4 de agosto de 2015

EBC

O Ministério da Agricultura assinou 23 novos contratos, no valor de R$ 3 bilhões, para financiar operações de custeio (R$ 717 milhões), estocagem (R$ 1,1 bilhão), aquisição do café (FAC – R$ 572 milhões), capital de giro para indústrias de torrefação (R$ 203 milhões), de café solúvel (R$ 124 milhões) e cooperativas de produção (R$ 270 milhões).

Os recursos fazem parte dos R$ 4,136 bilhões aprovados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em junho deste ano. Os repasses são do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé).

Estão previstos mais oito agentes financeiros para serem contratados para os repasses do Funcafé. Com a nova estrutura regimental do Ministério da Agricultura, o Fundo passa a ser subordinado à Secretaria de Política Agrícola.

Os extratos desses contratos foram publicados no Diário Oficial da União (DOU) nos dias 28 e 29 de julho e nesta segunda-feira (3).

Atuação do Funcafé

O Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) destina-se ao financiamento, modernização, incentivo à produtividade da cafeicultura, da indústria do café e da exportação.

Os beneficiários são os cafeicultores (pessoas físicas e jurídicas), associados de cooperativas de Crédito Rural de Sicoob, em financiamento contratados diretamente ou repassados por suas cooperativas de produtores rurais.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.