Dilma proíbe ministros de viajar na primeira classe

Publicado em 2 de outubro de 2015

Gazeta do Povo

A reforma administrativa que a presidente Dilma Rousseff anuncia nesta sexta-feira (2), em conjunto com sua nova equipe ministerial, vai cortar cerca de 3.000 cargos comissionados dentro do governo e também em torno de 30 secretarias da Esplanada dos Ministérios. Na reforma, a presidente vai cortar oito ministérios, abaixo de sua meta original, de dez. A redução do número ocorreu para atender principalmente o PMDB e o PT.

Entre as medidas, o governo vai anunciar também que ministros não poderão mais viajar em primeira classe. Além disso, apenas ministros terão direito a carro oficial no governo. Dilma divulgará agora pela manhã a sua reforma ministerial. A principal mudança é a saída do ministro Aloizio Mercadante da Casa Civil, que passará a ser comandada pelo ministro Jaques Wagner, que deixa a Defesa. Para o lugar de Wagner vai o ministro Aldo Rebelo.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.