Número de mamografias pelo SUS cresce quase 62% em quatro anos

Publicado em 9 de outubro de 2015

PT

O principal exame para diagnosticar o câncer de mama é disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), cujos investimentos aumentaram de forma considerável nos últimos anos. Entre 2010 e 2014, foram repassados R$ 3,3 bilhões a hospitais que tratam de diversos canceres – entre eles o de mama, com a incidência mais agressiva entre as mulheres.

De acordo com o Ministério da Saúde, os recursos dos últimos quatro anos foram 45% maiores que o de mesmo período anterior.

Com isso, o número de mamografias registrou um aumento considerável, em mulheres de 50 a 69 anos, a faixa etária que registra o maior número de casos de câncer de mama. Em 2010, o SUS realizou cerca de 1,55 milhão de mamografias. No ano passado, esse número saltou para pouco mais de 2,5 milhões – um crescimento de 61,9%.

O câncer de mama deve atingir, somente neste ano, 57.120 novas mulheres, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O SUS ampliou também o volume de exames de pouco mais de 3 milhões, em 2010, para 4,3 milhões, em 2014.

A quantidade de cirurgias oncológicas também aumentou, passando de 251,2 mil, em 2010, para 291 mil no ano passado, o que representa um crescimento de 5,8%.

A rede pública ampliou ainda o número de quimioterapias nos últimos quatro anos, etapa decisiva para a regressão de canceres. Foram realizados 29,7% a mais deste tipo de procedimento no mesmo período, saindo de cerca de 2,2 milhões para quase 2,85 milhões. O mesmo ocorreu com as radioterapias, outra fase importante do tratamento ao câncer, que saltaram de 8,3 milhões, em 2010, para 10,5 milhões em 2014, após aumento de ampliação de 25,8%.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.