Ministério Público vai barrar eventual candidatura de Temer em 2018

Publicado em 3 de agosto de 2016

Jornal do Brasil

O Ministério Público pretende impugnar uma eventual candidatura do presidente interino Michel Temer em 2018. A informação é da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo desta quarta-feira (3). A afirmação é do promotor paulista José Carlos Bonilha, autor da ação que condenou o presidente interino por doações acima do limite legal na campanha eleitoral de 2014.

O promotor afirma que Temer é “potencialmente inelegível” por ter sido condenado em segunda instância e enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Apesar da multa de R$ 80 mil determinada pela Justiça, o promotor disse que o pagamento do valor não exime Temer de ficar inelegível por oito anos.

Bonilha criticou a proposta de aliados do presidente interino de modificar a Lei da Ficha Limpa, “criada a partir de iniciativa popular com 2 milhões de assinaturas”, como o promotor ressalta, para que Temer possa se candidatar nas eleições presidenciais.

No fim de semana, uma entrevista dada pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), gerou muito mal-estar para o Palácio do Planalto. Maia afirmou que Temer era o candidato natural para 2018. Temer se apressou em desmentir a candidatura no mesmo dia.

Enio e Lula

Vem com a gente

Lula e Dep. Federal Enio Verri

Faça parte da rede de defesa dos DIREITOS SOCIAIS e pela DEMOCRACIA.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.