Bolsonaro planeja criar imposto sobre saques e depósitos

A economia brasileira encontra-se em total estado de inércia e o governo claramente não sabe o que fazer – além de criar crises internacionais, vender o país e retirar direitos, claro. Como consequência do desastre do governo de Jair Bolsonaro, mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados, o consumo interno nunca esteve tão baixo, aumentou o número de pessoas na extrema pobreza e o povo voltou a passar fome.

E você sabe qual é a nova decisão do governo para “melhorar” isso tudo que taí, takei? Criar mais impostos para a trabalhadora e o trabalhador brasileiro.

A Receita Federal apresentou nesta terça-feira (10) um projeto para a criação de um novo imposto que irá incidir sobre saques e depósitos. A medida, que faz parte de uma possível reforma tributária, estipula taxa de 0,4% sobre estas operações em dinheiro, e 0,2% para aquelas realizadas no cartão de crédito e débito. A proposta foi apresentada por Marcelo de Sousa Silva, secretário-adjunto da Receita, durante o Fórum Nacional Tributário.

A população recebeu tão mal a nova proposta que o governo decidiu inverter a pauta e mandou demitir o secretário-geral da Receita Federal, Marcos Cintra, por seu adjunto ter divulgado “sem autorização” de Paulo de Guedes os estudos sobre o novo imposto. Será, então, que eles iam mandar essa proposta de criar mais um imposto sem “divulgar” para o povo?

Da Redação da Agência PT de Notícias