Com saída dos cubanos, 27 cidades do Paraná ficam sem nenhum médico na atenção básica

Um levantamento feito pelo Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), obtido pelo G1, aponta que pelo menos 285 cidades em 19 estados do Brasil devem ficar sem médicos dedicados à atenção básica em saúde na rede pública com a saída dos cubanos do programa Mais Médicos.

No Paraná são 285 cidades que devem ficar sem nenhum médico dedicado à atenção básica. Confira, abaixo, a lista das cidades paranaenses:

BARRA DO JACARÉ
BOA ESPERANÇA DO IGUAÇU
CRUZMALTINA
DIAMANTE D’OESTE
ESPERANÇA NOVA
GUAPOREMA
IBEMA
IGUARAÇU
INAJÁ
JARDIM OLINDA
JESUÍTAS
MARIPA
NOVA SANTA BARBARA
PATO BRAGADO
PORTO AMAZONAS
PORTO RICO
PORTO VITORIA
QUATRO PONTES
RIO BRANCO DO IVAÍ
SANTA AMELIA
SANTANA DO ITARARÉ
SANTO INÁCIO
SÃO JORGE DO IVAÍ
SÃO JOSE DAS PALMEIRAS
SÃO MANOEL DO PARANA
SÃO PEDRO DO IGUAÇU
SULINA