Na Caravana Requião em Paranavaí, Enio Verri diz que é hora de recuperar esperança

Enio Verri iniciou o discurso em Paranavaí, na Caravana Requião, falando de esperança como ferramenta para construção de um país mais digno e justo para todos. 

Enio Verri fala de esperança em caravana Requião em Paranavaí

“A esperança é revolucionária. Nada pode mudar mais uma nação, um país, do que a esperança”. Foi com essa frase que o deputado federal Enio Verri abriu o discurso dele na Caravana Requião Me Chama que Eu Vou, em Paranavaí. Segundo ele, é preciso acreditar que é possível retomar o caminho da prosperidade e da dignidade no Brasil e no Paraná. Enio Verri disse ainda que não é tempo de desanimar. Pelo contrário, é o momento de sonhar, recuperar a esperança, renovar as forças. Pois somente o fortalecimento popular tem o poder de tirar o Brasil e Paraná da direção desgovernada que está levando a todos ao caos. 

“A expectativa de mudança, o sonho de você ter uma vida digna, do seu filho ter uma vida digna, do seu neto viver numa sociedade mais justa, podem mudar o cenário vivido hoje. No Brasil, foi exatamente essa esperança que levou Lula a presidente da República, e que levou Requião a ser três vezes governador do Paraná. Os dois provaram que muito daquilo que a gente aprendia nas escolas, daquilo que nós envolvemos nossas lutas sociais tanto no campo quanto na cidade era possível fazer. Deixou de ser um sonho. Concretamente se provou que é possível fazer um país melhor e um Paraná muito melhor, explica o parlamentar.

A Caravana Requião me Chama que Eu Vou é uma manifestação de discussão política. O movimento suprapartidário tem objetivo de elevar a consciência da população sobre o que está acontecendo no país e no Estado. Segundo ex-governador do Paraná por três vezes, Roberto Requião, “nós só podemos mudar uma realidade se a conhecermos com profundidade, senão o que sobra é a propaganda milionária de governo. Nós estamos percorrendo o Paraná todo nessas caravanas numa tentativa bem clara: discutir os problemas da nossa economia e levantar o nível da consciência popular de cidadania a respeito do acontece no Brasil e no Paraná”.

Durante o encontro, Roberto Requião contou como trabalhou para manter 320 programas sociais e incentivo ao empreendedorismo e produção rural no período em que foi governador. Apresentou como exemplo a redução de imposto em Paranavaí para o cultivo de mandioca.No meu governo, aqui em Paranavaí, resolvemos impulsionar a produção de mandioca. Zerei os impostos da mandioca, joguei lá pra baixo. E hoje Paranavaí é o maior produtor de mandioca do Brasil”, contou Requião, que acrescentou dizendo que o fim de ano é um período de reflexão sobre os erros, acertos e decisões para mudar o cenário atual. “Minha gente, estamos no fim do ano. Fim de ano é o momento de ter esperança de avaliar os erros cometidos e propor correções dos erros. A gente pode modificar as coisas, com vontade, com energia, e com amor. Agora, se não houver elevação da consciência popular a respeito disso, os governos ficarão abandonados”, concluiu o ex-governador.

Para Enio Verri, além da reflexão é também momento de reagir. Ele explica que em outros tempos foi por meio de lutas e revoluções que a população conseguiu conquistar democracia, justiça, dignidade e igualdade.  

“Hoje nosso povo perdeu a esperança. Nosso povo está em casa esperando que alguém resolva. Nosso povo perdeu a fé. Nosso povo vê o seu irmão procurando comida no lixo. Imagine, uma cidade rica como Paranavaí, onde a população está procurando restos de comida no lixo. Essa é a cara desse Brasil dirigido por Bolsonaro e por Ratinho Junior. A pergunta é: nós queremos que isso continue por mais quatro anos? É este o país que nós queremos? É este o Paraná que nós queremos? O povo brasileiro e paranaense não merece isso. Não é justo com a nossa população. O nosso desafio é recuperar a esperança. Recuperar a capacidade de revolucionar e acreditar na esperança, de divulgar o que pensamos, defender o que pensamos, irmos às ruas, de máscaras, mas vamos às ruas”, desafia Enio Verri. 

A Caravana Requião Me Chama que Eu Vou está percorrendo o Paraná desde o final de setembro. Começou pela cidade de Francisco Beltrão e já passou por Jacarezinho, Ponta Grossa, Guarapuava, Paranaguá, União da Vitória, Maringá e Londrina. A Caravana ainda deve visitar Foz do Iguaçu e Curitiba.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.