Entidade que trata dependência química em Maringá pede apoio à Enio Verri para reforma

Reforma na entidade que cuida de dependência química é necessária para registro da instituição no Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas. Atualmente, são 16 meninas em tratamento

Uma entidade localizada no distrito de Iguatemi, em Maringá (PR), busca ajuda para se regularizar e continuar um trabalho de reabilitação com adolescentes usuárias de substâncias psicoativas, sendo a maioria de crack, cocaína e álcool. A diretora da instituição disse ao deputado federal Enio Verri (PT) que precisa reformar a sede para se adequar as exigências necessárias do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (COMAD). Só assim, conseguirão registro para continuar atuando na cidade e região. Outra solicitação é ter um veículo para levar as meninas ao médico – transporte que hoje é feito com carro pessoal de voluntários.

De acordo com a pastora Rita de Cássia, que está a frente da entidade, atualmente 16 meninas estão em tratamento na instituição e o trabalho de reabilitação e ressocialização feito com elas também se estendem às famílias – o que torna o tratamento completo. “Não adianta tratar a dependente química só, porque todo o contexto de vida dela deve ser mudado ao mesmo tempo. Ou seja, a família também precisa ser tratada”, reforça a pastora.

A psicóloga Kátia Cavalcante, voluntária na instituição, explica que a ideia com os investimentos é transformar a entidade em um centro terapêutico completo, mas, para isto, a instituição precisa de recursos, que após registro no COMAD, será muito mais fáceis de serem angariados.

“As meninas ficam com a gente por nove meses e o tratamento tem três fases. Trabalhamos a questão de aceitamento do tratamento, ressocialização, reabilitação, redução de danos, fortalecimento dos vínculos familiares, entre outros assuntos para que elas consigam fazer a abstinência total de todas as drogas quando saírem da entidade”, ressalta a psicóloga.

Enio Verri conhece projeto de professor da UEM

Na sequência da conversa sobre a entidade, o deputado federal Enio Verri (PT) encontrou o professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Elisiário Ribeiro Junior. Entre os muitos assuntos que conversaram, o destaque foi para a apresentação de um projeto de transação monetária para o mercado virtual. Um sistema considerado mais simples que os existentes, além de mais seguro.

Na prática, a proposta do professor é que após uma compra on-line o dinheiro fique nas nuvens até o recebimento do produto, como garantia de que o vendedor cumprirá a entrega da mercadoria adquirida pelo internauta. “Vou levar a proposta dele para a minha assessoria jurídica analisar”, finalizou o parlamentar.

Enviar mensagem
Vamos conversar?
Olá!
Envie sua mensagem para o deputado Enio Verri.