Verba destinada por Verri entra na conta da prefeitura de Godoy Moreira

A prefeitura de Godoy Moreira está com um pouco mais de condições de oferecer aos seus mais de três mil habitantes melhores espaços para o atendimento de suas demandas, levadas ao Hospital Municipal e ao Centro de Saúde. O município recebeu R$ 200 mil para manutenção de suas edificações hospitalares. O valor é de uma emenda parlamentar, do deputado federal Enio Verri (PT), para quem é um montante que não resolve todos os problemas da área, mas é mais um passo no processo de construção do serviço de saúde municipal que tenha cada vez mais condições de tratar o seu público, no próprio local, próximo da família, sem a necessidade de enviar pacientes para tratamento em outras praças. Para o deputado, além desse aspecto, deve-se observar que o valor contribuirá para movimentar a economia local.

“Nós acreditamos que é sinal de desenvolvimento quando se diminui a quantidade de veículos de uma secretaria de saúde que são usados para transportar pacientes para outros municípios. O aspecto arquitetônico é apenas um dos muitos que devem ser agregados à esta ação. De qualquer forma, para quem sofre os percalços da conjuntura econômica, poder abrir uma licitação e criar empregos, é um suspiro para qualquer prefeito de pequenos municípios, muito dependentes de contribuições externas”, explicou Enio Verri.

Boa parte das receitas de Godoy Moreira é da Seguridade Social. Mais de 35% dos valores que circulam no município são dos pagamentos das aposentadorias e das pensões da Previdência Social. Para o deputado, a aprovação da reforma da Previdência vai ferir de morte a economia local, que pode ver cortado cerca de 50% oriundos da Seguridade. Em 2018, esse valor foi de dos quase R$ 3,5 milhões. Para o deputado, a reforma da Previdência vai aumentar a recessão. “Com menos dinheiro em circulação, haverá menos consumo, impedindo que o comércio local contrate mão de obra e que a prefeitura faça o mesmo, para obras e serviços. Portanto, a reforma não veio para destravar a economia, como diz o governo Bolsonaro, ela veio