Verba destinada por Verri entra na conta da prefeitura de Laranjal

A manutenção das unidades de saúde de Laranjal recebeu um reforço para oferecer instalações ainda melhores dos seus aparelhos de saúde. O município recebeu R$ 150 mil para esse fim, que pode contribuir para melhorar o atendimento, mas, imediatamente, vai somar para aquecer a economia de seis mil habitantes, com a contratação de obra, compra de material de construção, estimulando a geração de postos de trabalho, cujo pagamento será consumido no município. Para o município, como um todo, há um aumento da arrecadação.

“É uma satisfação para qualquer pessoa pública saber que sua ação contribui para o desenvolvimento dos municípios, principalmente, os mais fracos, que precisam muito mais de investimentos em infraestrutura do que de veículos para transportar pacientes para outros municípios. Um tratamento perto da família tem muito mais chances de dar certo”, disse Enio Verri.

Porém, de acordo com o deputado, ele não consegue ver um horizonte de prosperidade para o município. Em 2018, a Seguridade Social contribuiu com R$ 4,8 milhões para a formação do PIB de Laranjal. Já o montante recolhido com o Fundo de Participação Municipal, ISSQN, IPTU e Royalties foi de R$ 7,8 milhões. Segundo as regras impostas pela Nova Previdência, o valor correspondente à Previdência Social sofrerá um corte de pelo menos 50%. Para o deputado, essa política produzirá “não o destravamento da economia, como diz o governo, pelo contrário, produzirá um cenário de recessão, desemprego e o aumento da fome e da miséria”.

“A reforma da previdência foi aprovada com 24 dos 30 deputados federais do Paraná. Agora, ela está sob o exame de três senadores dispostos a aprová-la. Somente uma contundente reação popular pode fazer os senadores recuarem de suas decisões”, declara Enio Verri.